Nautilus

Destaques Nautilus
Destaques – Nautilus
  1. Caixa Econômica Federal divulga aumento nas cotas de financiamento

    11/08/2016 09:08

    Medidas podem aumentar as oportunidades de negócios no mercado imobiliário, pois recentemente a Caixa Econômica Federal divulgou que o valor...
    caixa
    caixa Medidas podem aumentar as oportunidades de negócios no mercado imobiliário, pois recentemente a Caixa Econômica Federal divulgou que o valor máximo para financiamentos habitacionais passará de R$ 1,5 milhão para R$ 3 milhões. Essa determinação entrou em vigor no dia 25 de julho de 2016. Essas modificações afetam diretamente o procedimento do crédito no âmbito do SFI (Sistema Financeiro Imobiliário) que financia imóveis acima do valor de R$ 750 mil isento do FGTS (Fundo de Garantia do Tempo de Serviço). A Caixa divulgou também que passará a financiar uma parte maior do custo dos imóveis. Com a nova regra, o percentual de financiamento (cota) passou de 60% para 70% do valor total para imóveis usados. A cota também subiu de 70% para 80% para os imóveis novos, terrenos, construções ou reformas. Para quitação, com outra entidade financeira, o percentual sobe de 50% para 70%. A Caixa Econômica Federal, informou que esse novo padrão de licença de crédito ainda está em processo de análise e não tem estimativa de projeção.  

    - Foto Reprodução

    O post Caixa Econômica Federal divulga aumento nas cotas de financiamento apareceu primeiro em Nautilus.

  2. Algas na Piscina Olímpica – o que fazer?

    11/08/2016 09:08

      Nessas olimpíadas de 2016, sediadas no Rio de Janeiro, um assunto repercutiu quase tanto quanto as estrelas dos jogos, a piscina preparada...
    piscina-olimpica
    piscina-olimpica  

    Nessas olimpíadas de 2016, sediadas no Rio de Janeiro, um assunto repercutiu quase tanto quanto as estrelas dos jogos, a piscina preparada para a prova de Saltos Ornamentais que se encerrará apenas no penúltimo dia das olimpíadas, apresentava uma cor esverdeada.

    Quando o horário da disputa da modalidade se aproximava a água estava completamente verde. O ocorrido criou um incômodo, pois, alguns atletas nunca tiveram que se submeter a tal situação.

    A comissão das Olímpiadas, apresentou os motivos que levaram a água a aderir a coloração verde como a proliferação de algas que provocam essa reação na água, testaram as condições da água e asseguraram que não haveria riscos para os competidores.

    Para as algas se manifestarem na piscina as condições da água devem ser favoráveis, as algas procuram uma temperatura de água especifica, com um pH alto e pouco clorada.

    Para evitar tais acontecimentos com a água é preciso ser feito um tratamento contínuo, para que a água fique sempre limpa e clorada na medida certa.

    A Nautilus, especialista em Piscinas, com tradição de mais de 30 anos no mercado, possui todos os componentes necessários para solucionar problemas com a água, evitando situações como essas.

    A Nautilus disponibiliza equipamentos de alta qualidade para manter a piscina limpa e clorada, como os Filtros Nautilus que filtram a piscina retirando o máximo de partículas de sujeira da água, com os elementos filtrantes Areia e Zeólita, eficiente também são os acessórios para limpeza que facilitam o processo de higienização como as escovas, aspiradores e entre outros.

    Para a piscina ser clorada na medida certa e sem muita dificuldade a Nautilus oferece o Gerador de Cloro, EasyClor, que mantém a piscina sempre clorada, sua tecnologia permite gerar cloro automaticamente, junto com a filtração a partir do sal adicionado na água. Para melhor entendimento assista o vídeo e informe-se.

    Os equipamentos fornecidos pela Nautilus são a saída perfeita para manter a água da piscina saudável e pronta para usar, de um jeito muito fácil. Nautilus, convite ao bem-estar. Para mais informações clique no vídeo abaixo e veja a reportagem feita pela rede Globo de televisão.

    - Foto Reprodução

    O post Algas na Piscina Olímpica – o que fazer? apareceu primeiro em Nautilus.

  3. Por dentro da casa de máquinas da piscina

    14/10/2015 10:10

    O processo de manutenção da piscina requer duas etapas importantes: o tratamento físico e o tratamento químico. Vamos entender melhor o processo...
    nauti-blog (23)

    O processo de manutenção da piscina requer duas etapas importantes: o tratamento físico e o tratamento químico. Vamos entender melhor o processo do tratamento físico:

    A filtração é um passo fundamental no tratamento da água para as piscinas que ocorre através de equipamentos específicos instalados normalmente na casa de máquinas. A casa de máquinas é normalmente um espaço subterrâneo destinado à instalação dos equipamentos que são conectados à piscina através de tubulações, por sua vez, conectadas aos diversos dispositivos da piscina (tais como ralos de fundo, dispositivo de aspiração, retorno, hidromassagem, etc.).

    Como funciona a filtração: o processo é realizado basicamente por dois equipamentos, o filtro e a motobomba. A motobomba faz a sucção da água da piscina para que passa por dentro do filtro, que contém um elemento filtrante – com cargas de areia ou zeólita. Ao passar por essa etapa, os sólidos em suspensão na água da piscina ficam retidos no filtro. Ao retornar para piscina através dos dispositivos de retorno a água está limpa e cristalina, além de proporcionar uma melhor eficiência no cuidado da água com produtos químicos.


    FILTROS: são tanques que têm em seu interior um elemento filtrante (normalmente areia ou zeólita) e com válvulas seletoras (que são multivias) instaladas na parte superior do tanque do filtro. Essas válvulas comandam as operações do filtro, veja abaixo quais são os comandos (atenção, as operações podem variar de acordo com o modelo do filtro):

    FILTRAR: processo de limpeza em que a água da piscina passa pelo elemento filtrante no interior do filtro (areia ou zeólita) e retém as partículas de sujeira em suspensão na água. A filtração é um processo que deve obedecer ao tempo indicado para cada tipo de piscina (o tempo varia de acordo com o volume, profundidade, tipo de uso, etc.) Quando atendido o tempo indicado, a filtração pode ser equivalente à 50% do tratamento da água, que necessita também de tratamento químico para a sanitização completa da água.

    RETROLAVAR (LAVAR): operação de lavagem do elemento filtrante necessária sempre que o elemento filtrante (areia ou zeólita) estiver saturado, ou seja, com excesso de sujeira em seu interior, isto é, quando a pressão do manômetro entrar no início da zona em amarelo, ou seja, atingir 12 libras/pol2. O tempo de lavagem será o necessário até que o fluxo da água, visto através do visor de retrolavagem, não apresente mais aspecto turvo.

    PRÉ-FILTRAR: A operação PRÉ-FILTRAR deve ser feita sempre depois da operação LAVAR (retrolavar) e deve ter a duração máxima de 30 segundos. Essa operação evita que resíduos que tenham ainda permanecido no interior do filtro, durante a operação LAVAR (retrolavar), retornem à piscina, levando sujeira para a água. Nunca acione a operação FILTRAR sem que essa operação PRÉ-FILTRAR seja realizada, caso contrário, a sujeira contida no filtro pode retornar à água da piscina.

    RECIRCULAR: operação normalmente indicada para a homogeneização dos produtos químicos na água, logo após a aplicação dos mesmos, ou para quando a cascata ou a hidromassagem for acionada, por exemplo.

    DRENAR: operação recomendada para o esvaziamento da piscina, quando necessário, como para aspirar algas decantadas ou excesso de resíduos no fundo da água, seja sujeira ou produto químico. Essa operação é realizada com o auxílio de um rodo aspirador e, nesse comando, a água é descartada para o esgoto.

    FECHAR: operação para detectar vazamentos na tubulação ou problemas nos equipamentos, trabalha sob a pressão máxima da motobomba. Essa operação também é recomendada para períodos em que o equipamento for ficar desativado por um longo tempo.

    A Nautilus desenvolveu filtros de alta performance que garantem limpeza total à piscina e atendem às necessidades do consumidor, independentemente do tamanho e tipo de uso da piscina, sempre dimensionados de acordo com a norma específica do setor, a NBR 10.339.

    Os filtros Nautilus são produzidos com tanque em polietileno rotomoldado, em uma peça única, sem emendas, à prova de corrosão, com alta resistência a tensões residuais, características essas que permitem ser a única empresa no mercado a oferecer 3 anos de garantia sobre os tanques.

    Além da linha convencional de filtros, que são instalados em casas de máquinas, a Nautilus possui também a linha de filtros montados sobre carrinhos, indicada para piscinas que não possuem rede hidráulica, sem ralo de fundo e dispositivos de retorno ou aspiração.


    MOTOBOMBAS: no processo de filtração, as motobombas são equipamentos com motores elétricos responsáveis pela sucção da água que deverá passar pelo filtro. A sucção dessa água pode ser feita através de um ralo de fundo ou então por um dispositivo de aspiração, água essa que volta para a piscina, após a passagem pelo filtro, através dos dispositivos de retorno. Na operação DRENAR, a água succionada pela motobomba vai para o esgoto.

    Para uso em piscinas, a Nautilus oferece a linha de motobombas autoescorvantes, série NBF, produzidas em plástico de engenharia, acopladas a um pré-filtro para retenção de folhas e/ou sólidos maiores, para evitar entupimento do rotor da bomba. Esses modelos atendem piscinas residenciais e comerciais com vazão de até 25 mil litros por hora.

    Para as piscinas de maior porte, normalmente encontradas nos clubes, academias e hotéis, os modelos mais indicados são as motobmbas centrífugas, série BNRL, de 3 CV e 5 CV de potência, que são produzidas em ferro fundido e devem ser acopladas a um pré-filtro em polietileno rotomoldado, com tampa em ferro fundido e cesto em aço inoxidável, com vazão de até 52 mil litros por hora.

    Vale ressaltar que além das motobombas utilizadas no processo de filtração, a Nautilus disponibiliza outras linhas de motobombas para outros fins, tais como cascatas e duchas de hidromassagem (a linha de motobombas centrífugas da série HM) e funcionamento de sistemas de aquecimento solar (a linha de motobomas centrífugas da série NRD).

    Todas as motobombas da Nautilus são acopladas a motores elétricos da linha premium da WEG, que possuem alto torque de partida e são projetados para as condições da rede elétrica brasileira, reduzindo sensivelmente o risco de travamento e queima do motor. Dependendo das potências e uso, as motobombas para piscinas da Nautilus podem ser acopladas a motores elétricos 60Hz, monofásicos 127/220 Volts ou trifásicos 220/380 Volts.

     

    O post Por dentro da casa de máquinas da piscina apareceu primeiro em Nautilus.

  4. Como construir piscinas com segurança (Inmetro)

    14/10/2015 10:10

    Verão e piscina são sinônimos de alegria e diversão, principalmente para as crianças, mas alguns cuidados devem ser tomados para que não haja...
    nauti-blog (19)
    nauti-blog (19) Verão e piscina são sinônimos de alegria e diversão, principalmente para as crianças, mas alguns cuidados devem ser tomados para que não haja acidentes graves causados por dimensionamento incorreto dos equipamentos da piscina.

    A NBR 10.339 da ABNT, é uma norma técnica vigente, que regulamenta as especificações para o dimensionamento dos equipamentos, dispositivos e tubulações para a instalação das piscinas foi criada visando resguardar a integridade dos banhistas. Ela determina as velocidades máximas admissíveis da água nas tubulações, a quantidade de ralos de fundo, de dispositivos de retorno e de aspiração. Itens esses que impactam diretamente na segurança dos usuários da piscina, pois em casos de instalações incorretas podem causar acidentes graves em consequência do poder de sucção elevado, por exemplo. Além disso, a norma dita que toda a água da piscina deve passar pelo filtro em um tempo determinado, considerando a classificação pelo uso das piscinas, que podem ser privativas ou coletivas e também de acordo com a sua profundidade.

    Para um melhor entendimento da importância da instalação dos dispositivos e dos equipamentos em conformidade com a norma, vale ressaltar o caso dos ralos de fundo, que devem sempre ser instalados na quantidade mínima de dois, para que, quando um deles for obstruído, o outro possa equilibrar a sucção, evitando que o banhista fique preso na grade desses dispositivos conectados à tubulação.

    A Nautilus é uma empresa brasileira e uma referência em fabricação de equipamentos para piscinas, disponibiliza ao mercado uma ampla linha de dispositivos e acessórios, que proporcionam uma solução completa de cuidado para piscina, desde equipamentos que compõe a construção, como também o uso e a manutenção.

    A marca oferece dispositivos de retorno, de hidromassagem, de aspiração, ralos de fundo, ralo quebra-ondas, grades de fundo, drenos de fundo antiturbilhão, dentre outros. As peças estão disponíveis em latão para piscinas de concreto e em plástico ABS para as piscinas de vinil e concreto.

    A Nautilus conta com diversos acessórios para a limpeza física da piscina, como aspiradores de fundo, escovas, peneiras, esponjas, etc. Além de itens para o tratamento químico da água, como os cloradores que são abastecidos com pastilhas de cloro, disponíveis em duas versões de funcionamento: flutuantes ou fixo na tubulação. Eles garantem a cloração contínua durante a filtração, eliminando a aplicação manual de produtos na água.

    O post Como construir piscinas com segurança (Inmetro) apareceu primeiro em Nautilus.

  5. Decore sua piscina com estilo, cascata e iluminação

    14/10/2015 09:10

    Piscinas são a realização de um sonho e para cada proprietário o que mais encanta e satisfaz são motivos distintos. Para uma parcela...
    nauti-blog (14)

    Piscinas são a realização de um sonho e para cada proprietário o que mais encanta e satisfaz são motivos distintos. Para uma parcela considerável, estima-se que a melhor parte é a diversão com a família, crianças e amigos, já para outros é a valorização do imóvel e há ainda a parcela que gosta da piscina por ser sinônimo de estilo e elegância dando um toque especial ao visual da casa.

    Atualmente é possível valorizar ainda mais a piscina como um elemento decorativo. Os itens de iluminação e a cascata para queda d’água fazem parte desse charme adicional.

    Iluminação

    Os refletores LED tem diversas cores e efeitos e podem proporcionar uma experiência rica e divertida na iluminação da piscina, extremamente sensorial. A instalação dos refletores LED deve levar em conta o objetivo da iluminação – luzes coloridas, vibrantes e intensas ou luzes que trazem charme e aconchego. A escolha das cores vai direcionar também a posição dos refletores. O ideal é consultar um profissional para a indicação correta que vai atender à expectativa da iluminação na piscina. É importante atentar-se aos itens que compõe o funcionamento e instalação dos LED’s. Consulte os itens que conferem maior facilidade na operação dos efeitos, como o módulo controlador com controle remoto, o amplificador para instalações com 10 Led’s ou mais, para sincronizar os efeitos, e o item de extrema importância que é o transformador, que garante segurança aos usuários não permitindo a passagem de descarga elétrica para a água da piscina, o que é muito perigoso.

    Cascata decorativa

    4 Estilo e decoração com cascata e iluminação 1

    As cascatas são peças que vão reproduzir uma queda d’água, conferindo um barulhinho característico da água caindo e também um efeito visual muito interessante que compõe o ambiente da piscina de uma forma elegante e diferenciada. Há disponível no mercado diversos tamanhos, modelos e formas construtivas. Os modelos disponibilizados pela Nautilus são de fibra de vidro que devem ser embutidas.

    O post Decore sua piscina com estilo, cascata e iluminação apareceu primeiro em Nautilus.

  6. Saiba como cuidar da piscina para evitar a dengue

    14/10/2015 09:10

    De acordo com a ANAPP (Associação Nacional dos Fabricantes e Construção de Piscinas e Produtos Afins), o Brasil possui de 2 milhões de piscinas...
    nauti-blog (12)

    De acordo com a ANAPP (Associação Nacional dos Fabricantes e Construção de Piscinas e Produtos Afins), o Brasil possui de 2 milhões de piscinas instaladas e o país é apontado como o segundo maior mercado de piscinas no mundo, perdendo apenas para os Estados Unidos. Em tempos de epidemia de dengue, é sempre importante tomar cuidados básicos para evitar focos de proliferação, eliminando locais com água parada e uma das preocupações nesse período é com as piscinas que, se mal cuidadas, podem se transformar em grandes vilãs, quando o assunto é o combate à doença.

    Segundo o Ministério da Saúde, no último trimestre, em média 500 mil pessoas foram infectadas. Apenas em 2015, foram registradas mais de 130 mortes por causa da doença, 29% a mais que no ano passado, o que caracteriza uma epidemia e os números não param de crescer. É nesse sentido que a Nautilus, sempre preocupada com o bem-estar, preparou algumas dicas fundamentais para fazer o tratamento correto da água e evitar a proliferação do mosquito Aedes Aegypt.

    Aquaclor_G3

    Capa não basta. Cobrir a piscina com capas não acaba com os focos de dengue. É necessário que a água esteja limpa e devidamente tratada, sanitizada, seja com cloro, sanitizantes sem cloro ou tratamentos automatizados (como por exemplo, o gerador de cloro ou o ozonizador). O gerador de cloro é um equipamento que deve ser instalado na casa de máquinas e gera o cloro continuamente, junto com a filtração, a partir de um processo chamado de eletrólise, que transforma em cloro o sal adicionado na água da piscina.

    7 Por dentro da casa de máquinas da piscinaFiltração eficiente. A filtração é um processo fundamental para o cuidado da água. Ela ocorre por meio de equipamentos instalados geralmente na casa de máquinas, sendo os mais comuns, os filtros com areia que funcionam pelo acionamento da motobomba. Um elemento que ajuda a filtração de forma mais eficiente é a Zeólita, que pode reter partículas de sujeira muito mais finas quando comparada à areia e ainda diminui a decantação de resíduos no fundo da piscina. Água tratada, bem filtrada e sem resíduos não é propícia para o Aedes Aegypti. 2 Como cuidar da água da piscina de um jeito mais fácil 2  

    Atenção redobrada. Mesmo seguindo todas as dicas, é importante ressaltar que a piscina não é o único ponto vulnerável de formação de mosquitos Aedes Aegypt. Deve-se, portanto, ter atenção redobrada em todos os focos de acúmulo de água parada: baldes, latas, garrafas, vasos de planta, caixas d’água, pneus, entre outros.

    O post Saiba como cuidar da piscina para evitar a dengue apareceu primeiro em Nautilus.

Bem vindo à Nautilus o seu portal de lazer e bem estar

Bem-vindo ao Portal Nautilus de lazer e bem-estar, aqui você vai encontrar, novidades, dicas úteis, conteúdo técnico, orientação de especialistas e muito mais! Muito além de um site, agora temos um novo Portal de Conteúdo que proporciona uma experiência rica quando o assunto é lazer e diversão. Essa é mais uma inovação da Nautilus, agora, o nosso "Convite ao bem-estar” oferece um mundo de informações e conteúdo para você poder relaxar e se divertir ainda mais.

Produtos, informações, atendimento e tudo que você precisa para se sentir bem

Você pode escolher a sua categoria e saber tudo sobre produtos, ver os cuidados técnicos necessários em cada tipo de instalações e conhecer as mais diversas tecnologias disponíveis no mercado, tudo de uma forma inovadora e didática. Você vai encontrar ferramentas funcionais para esclarecer suas dúvidas e realizar pesquisas, fazer consultas técnicas com uma linguagem leve e direta, além de acompanhar as novidades dos Blogs e se inspirar com as galerias de fotos dos projetos realizados por nossos parceiros. Fique por dentro das dicas de especialistas e conte com um atendimento rápido e eficiente. Aproveite, aqui você vai encontrar tudo o que você precisa para seu lazer e diversão.